Olá amores!
Eu sei que dei uma sumida e um dos motivos está bem aqui no título desse post: Procrastinação!
Sou do tipo de pessoa que sabe que precisa fazer algo, mas sempre deixa para depois, adiando várias vezes a mesma tarefa e terminando por fazer na última hora, meu ócio criativo acabou virando um ócio improdutivo, por isso tenho que estar sempre em movimento e principalmente escolher prioridades.

Bem, eu gosto de manter minha vida num ritmo bem acelerado, sempre fui dessas que faz mil coisas ao mesmo tempo (já ouviram a expressão "abraçar o mundo com as pernas"?), envolvida em diversos projetos e sem tempo pra fazer tudo ou pra fazer tantas coisas quanto gostaria. Então eu me acostumei a ter uma rotina muito agitada durante anos e às vezes fica difícil conciliar todas as atividades. Até que ano passado fiquei com muito tempo livre graças ao desemprego, e nesse período realmente não fiz praticamente nada, e resumindo agora que minha vida deveria estar de volta ao ritmo normal, não estou conseguindo fazer tudo que fazia antes, nem tenho a mesma disposição (pra falar a verdade só quero dormir em todo meu tempo livre).

E é aí que entra a procrastinação, segundo o dicionário Procrastinação significa: "Ato ou efeito de procrastinar; adiamento, delonga, demora", o que em resumo é deixar as tarefas e afazeres para depois, isso quando você adia mais de uma vez a execução de alguma coisa. Muito do tempo livre que eu uso pra ler, escrever e muitas outras coisas eu ando utilizando para ficar largada na cama "um pouco", "curtindo uma preguiça" ou pra ficar remexendo nas redes sociais, e fazendo pouca coisa produtiva, os cinco minutinhos de descanso viram duas horas de eu podia ter feito alguma coisa. Na maioria das vezes eu falo pra mim mesma que vou fazer algo "daqui a pouco" e esse "daqui a pouco" acontece muitas horas ou até mesmo dias depois.

Aliás, as redes sociais atrapalham muito nesse aspecto, porque são minha maior distração ao longo do dia, aquele vício de checar rapidinho qualquer notificação de todo aplicativo, de repente chega uma mensagem, você responde, aparece uma notificação, você vai ver o que é, aí você entra só pra compartilhar uma coisa e é bombeado por inúmeras informações e o foco do que você ia fazer se perde totalmente...

O resultado é que nos últimos dois meses eu deixei de fazer muito, não escrevi o tanto que queria, o blog ficou abandonado e não escrevi nem as resenhas que deveria, também adiei muitas leituras e abandonei outras, meu guarda roupa está uma bagunça (ponto para mim porque usei o feriado pra organizar um pouco os livros), deveria estar estudando para alguns concursos mas não tive força de vontade o suficiente. E isso está me frustrando, até porque todo dia eu penso que no dia seguinte eu não vou fazer isso, mas faço e repito no outro dia, e no outro, e no outro... É um ciclo sem fim e viciante, no fim acabo fazendo as coisas que preciso no último instante possível.

Eu até cheguei a pesquisar alguma coisa na internet sobre como combater/ melhorar/ acabar com a procrastinação, mas cheguei a conclusão que o mais eficiente é me comprometer e acabar com as distrações, as mensagens do Whatsapp, aquela olhadinha no Facebook ou no Instagram e aquela passadinha rápida no Twitter, e me concentrar mais nas coisas que tenho e preciso fazer. A outra parte é melhorar essa minha apatia, essa falta de vontade de fazer as coisas e esse sono que não me deixa ler nem no ônibus (melhor lugar pra ler!), preciso de mais disposição, de toda disposição!

A pior parte de tudo isso é que me deixa ainda mais ansiosa do que já sou, porque eu realmente quero fazer algo ou acho importante fazer e quando não faço me sinto culpada e então fico ansiosa para fazer logo, só que dependendo do que for não posso, porque tenho outras prioridades e aquilo fica na minha cabeça, martelando e martelando, o problema maior é quando não é só uma tarefa que fica para trás, mas vira uma bola de neve e aí já viu...

Mas nas últimas três semanas minha vida ficou bastante agitada, porque além de tudo iniciamos mais uma turma de crisma para jovens, o que significa que metade do meu tempo livre nos fins de semanas não existem mais, e as tarefas na igreja realmente não podem ser deixadas para  depois, mas isso serviu como uma injeção de ânimo, mesmo que eu não tenha colocado todas as coisas em ordem ainda, já comecei a "arrumar a casa", estudei e fiz um concurso na outra semana, escrevi ou pelo menos comecei umas resenhas, estou me organizando para publicar aqui nem que seja uma vez por semana e estou me policiando para não deixar as coisas que importam para depois...

Beijosz!
-Bia Pupato


2 Comentários

  1. Penssou em mim para dissertar sobre o tema...rs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tô começando a achar que é um mal comum.. Rs
      Beijosz!

      Excluir